Newsletter Compreingressos

Seja o primeiro a conhecer nossa programação de espetáculos, novidades, promoções e ofertas exclusivas

seu estado

  • AC
  • AL
  • AP
  • AM
  • BA
  • CE
  • DF
  • ES
  • GO
  • MA
  • MT
  • MS
  • MG
  • PA
  • PB
  • PR
  • PE
  • PI
  • RJ
  • RN
  • RS
  • RO
  • RR
  • SC
  • SP
  • SE
  • TO
cadastrar
Cidade
Gênero
X
Comédia 12 90 min R$ 50,00

Rose
A Doméstica do Brasil
(Grande Theatro Unimed-BH)

Endereço

Avenida Amazonas, 315
Centro - Belo Horizonte - MG

ver google maps

Compre pelo telefone de segunda a sábado das 11h às 19h

(31) 2626-1251

Temporada

Quintas 21h00

28 de Setembro de 2017

Ingressos

R$ 50,00

Promoção Itaucard

50% de desconto para clientes Itaucard.

Promoção pessoal e intransferível para o titular do cartão na compra de um ingresso inteiro. Válido somente para 1 apresentação do espetáculo, mediante pagamento com cartões participantes da promoção.

Descontos

50% para pessoas de idade igual ou superior a 60 anos.
50% para estudantes.

* A carteira de estudante obrigatoriamente deve ser apresentada no acesso ao espetáculo e no ato da compra pela bilheteria. Não são aceitos boletos e comprovantes de matricula.

Valores

R$ 50,00 inteira
R$ 25,00 meia

Ficha Técnica

"FICHA TÉCNICA
Produção: Copas Produções Artísticas |Texto e atuação: Lindsay Paulino |Direção: Adriana Soares | Cenário e luz: Diego Benicá | Figurino: Lindsay Paulino | Bonecos: Paulo Emílio Luz | Preparação Vocal: Beto Sorolli | Coreografias: Alberto Venceslau e Andressa Corso | Voz em off: Luiz Arthur | Trilha Sonora adaptada: Lindsay Paulino| Gravação, mixagem e masterização: Audioartte e Maria Tereza Costa | Backing vocal: Milene Vianna e Raissa Alves | Maquiagem: Bianca Tocafundo | Projeção: Rafael Bastos | Fotografia: Guto Muniz | Programação Visual: Daniel Augusto | Imagens: Self Produções | Cenotécnica: Companhia Cenográfica | Confecção de Figurino: Sisan confecções | Divulgação: Roma Mídia Livre e Luiz Eduardo Stancioli | Assessoria de imprensa: Copas | Técnicos: Rafael Euzébio e Giovane Geraldo de Lima
CLASSIFICAÇÃO: 12 ANOS | DURAÇÃO: 90 MINUTOS
INFORMAÇÕES ASSESSORIA DE IMPRENSA – (31) 99714-4172 | 2516-6911
"

Informações

-É expressamente proibido o consumo de alimentos no interior do teatro
-Perde-se o direito ao lugar marcado após o início da sessão.

Estacionamento

Estacionamento Estacione, localizado na Rua Espírito Santos, nº 625.

Em dias de espetáculos, de segunda a domingo, o público do Cine Theatro Brasil Vallourec poderá deixar o veículo no Estacione a partir das 19h ao preço fixo de R$ 15,00. É necessária a apresentação do ingresso do espetáculo para poder usudruir do valor conveniado. O Visitante tem até 1 hora após o evento para retirar o veículo do estacionamento.

No fins de semana, o visitante poderá estacionar 1 hora antes do espetáculo e sair 1 hora depois, a utilização do estacionamento fora desse período irá gerar cobrança de acordo com a tabeça de preços da Estacione.

A entrada principal do estacionamento conveniado é a da Rua Espírito Santo. No entanto, decorrido mais de 1 hora após o término do espetáculo, o visitante terá acesso por outra entrada, a Rua da Bahia, 600.

O estacionamento somente trabalha com dinheiro.
O ticket do teatro deve ser impresso (papel ingresso ou folha simples) e entregue ao funcionário do estacionamento na retirada do veículo.

Estacionamento na Rua
Para os visitantes que desejam estacionar os veículos na ruas próximos ao Cine Theatro Brasil Vallourec, a BH Trans liberou as seguintes vias:

Canteiro Central da Avenida Amazonas, no quarteirão do cine Brasil (nos dois sentidos).
Canteiro Central da avenida Afonso Pena, em frente ao Cine Brasil (sentido rodoviária/mangabeiras)

"ROSE, A DOMÉSTICA DO BRASIL

Rose é uma mulher batalhadora que ficou famosa por se tornar a doméstica dos gays depois que postou seu vídeo na internet cantando ""Grelo"" paródia de ""Halo"" da consagrada cantora pop Beyoncé. Ela agora ganha uma versão para o teatro onde relembra toda a sua história antes de ficar famosa, sua vida dura na infância, seus filhos e suas desilusões amorosas. Claro, tudo isso com muita música cantada ao vivo, sotaque nortemineiro - que é a marca registrada da personagem - além de um divertido sonho com seu ídolo Amado Batista.
Segundo o ator Lindsay Paulino, que criou e vive a personagem “A Rose já existe faz muito tempo. Mas não se chamava Rose. O personagem era uma dona de casa do interior com seus conflitos típicos de mãe: problema com os filhos, com o marido, com a casa, etc. Ela se chamava Supriana, bem roceira mesmo, caipira. Quando me mudei pra Belo Horizonte tive a ideia de deixá-la mais urbana. Então dei um corte na peruca que era longa, mudei o nome pra Rose e pensei: porque ela não se especializa em faxina gay? Na época eu morava com um amigo e estava rolando uma onda de fazer blog e postar vídeos. Gravamos no nosso apartamento mesmo e postamos no blog sem pretensão nenhuma de fazer sucesso. Fizemos pros amigos mesmo. Só que o personagem foi crescendo e depois de um tempo eu criei a paródia Grelo que foi responsável pelo sucesso”.
Rose é hoje uma das atrações do Programa Treme Treme do Canal Multishow, além de angariar uma legião de fãs nas redes sociais.
A história é inventada, mas é tudo verdade!
Sempre tendo como referência a infância, a família, os vizinhos e vários outros personagens que cruzam nossas vidas e nunca mais deixam nossa imaginação, Lindsay Paulino e a diretora Adriana Soares, entre risos escandalosos e profunda identificação com a Rose, enveredaram em descobrir o rumo para onde estas estórias iriam levar. “Rose apresenta uma narrativa simples e descontraída como se estivéssemos falando com uma velha conhecida que entre uma espanada e outra, um sonho e outro, divide conosco o seu mundo”, diz Adriana. Soares ainda completa “O espetáculo “Rose, a doméstica do Brasil”, com certeza já estava pronto na cabeça do ator-criador Lindsay Paulino, que com coragem, muita dedicação e confiança deu à personagem, que já existe há tanto tempo, ainda mais sentido e forma”.
Lindsay Paulino
É criador e intérprete de vários personagens cômicos de sucesso na internet, dentre eles ""Xuxeta"" e “Rose a doméstica das bichas”. Com o sucesso da personagem, vieram muitos trabalhos, entre eles a “A vida de Rafinha Bastos” no canal fechado FX. Trabalhou como apresentador do Programa Absurdo da rádio Rádio Extra. Hoje faz parte do elenco do canal Multishow onde participa dos programas “Treme Treme” e “Xilindró”. Seu penúltimo trabalho no teatro foi o musical ""Eu não sou cachorro não"" com a atriz Tânia Alves.


A PRODUTORA
A Copas Produções Artísticas foi criada em maio de 2010 pelo empresário Diego Benicá para atender, exclusivamente, ao segmento artístico e suas demandas no que diz respeito a trabalhos de assessoria de imprensa e produção, com ênfase no teatro para crianças. Oferecendo serviços de qualidade, a Copas se apresenta como uma importante empresa para disseminação da cultura na capital mineira. Entre os espetáculos produzidos pela Copas está o infantil “Pluft! O Fantasminha” – musical com 10 indicações ao prêmio Usiminas Sinparc e vencedor nos quesitos melhor trilha sonora, figurino, atriz coadjuvante e melhor espetáculo infantil de 2013.
"









*Sinopse sob total responsabilidade da produção do evento.

Comédia 12 90 min

Rose A Doméstica do Brasil (Grande Theatro Unimed-BH)

Cine Theatro Brasil Vallourec

Centro - Belo Horizonte - MG

"ROSE, A DOMÉSTICA DO BRASIL

Rose é uma mulher batalhadora que ficou famosa por se tornar a doméstica dos gays depois que postou seu vídeo na internet cantando ""Grelo"" paródia de ""Halo"" da consagrada cantora pop Beyoncé. Ela agora ganha uma versão para o teatro onde relembra toda a sua história antes de ficar famosa, sua vida dura na infância, seus filhos e suas desilusões amorosas. Claro, tudo isso com muita música cantada ao vivo, sotaque nortemineiro - que é a marca registrada da personagem - além de um divertido sonho com seu ídolo Amado Batista.
Segundo o ator Lindsay Paulino, que criou e vive a personagem “A Rose já existe faz muito tempo. Mas não se chamava Rose. O personagem era uma dona de casa do interior com seus conflitos típicos de mãe: problema com os filhos, com o marido, com a casa, etc. Ela se chamava Supriana, bem roceira mesmo, caipira. Quando me mudei pra Belo Horizonte tive a ideia de deixá-la mais urbana. Então dei um corte na peruca que era longa, mudei o nome pra Rose e pensei: porque ela não se especializa em faxina gay? Na época eu morava com um amigo e estava rolando uma onda de fazer blog e postar vídeos. Gravamos no nosso apartamento mesmo e postamos no blog sem pretensão nenhuma de fazer sucesso. Fizemos pros amigos mesmo. Só que o personagem foi crescendo e depois de um tempo eu criei a paródia Grelo que foi responsável pelo sucesso”.
Rose é hoje uma das atrações do Programa Treme Treme do Canal Multishow, além de angariar uma legião de fãs nas redes sociais.
A história é inventada, mas é tudo verdade!
Sempre tendo como referência a infância, a família, os vizinhos e vários outros personagens que cruzam nossas vidas e nunca mais deixam nossa imaginação, Lindsay Paulino e a diretora Adriana Soares, entre risos escandalosos e profunda identificação com a Rose, enveredaram em descobrir o rumo para onde estas estórias iriam levar. “Rose apresenta uma narrativa simples e descontraída como se estivéssemos falando com uma velha conhecida que entre uma espanada e outra, um sonho e outro, divide conosco o seu mundo”, diz Adriana. Soares ainda completa “O espetáculo “Rose, a doméstica do Brasil”, com certeza já estava pronto na cabeça do ator-criador Lindsay Paulino, que com coragem, muita dedicação e confiança deu à personagem, que já existe há tanto tempo, ainda mais sentido e forma”.
Lindsay Paulino
É criador e intérprete de vários personagens cômicos de sucesso na internet, dentre eles ""Xuxeta"" e “Rose a doméstica das bichas”. Com o sucesso da personagem, vieram muitos trabalhos, entre eles a “A vida de Rafinha Bastos” no canal fechado FX. Trabalhou como apresentador do Programa Absurdo da rádio Rádio Extra. Hoje faz parte do elenco do canal Multishow onde participa dos programas “Treme Treme” e “Xilindró”. Seu penúltimo trabalho no teatro foi o musical ""Eu não sou cachorro não"" com a atriz Tânia Alves.


A PRODUTORA
A Copas Produções Artísticas foi criada em maio de 2010 pelo empresário Diego Benicá para atender, exclusivamente, ao segmento artístico e suas demandas no que diz respeito a trabalhos de assessoria de imprensa e produção, com ênfase no teatro para crianças. Oferecendo serviços de qualidade, a Copas se apresenta como uma importante empresa para disseminação da cultura na capital mineira. Entre os espetáculos produzidos pela Copas está o infantil “Pluft! O Fantasminha” – musical com 10 indicações ao prêmio Usiminas Sinparc e vencedor nos quesitos melhor trilha sonora, figurino, atriz coadjuvante e melhor espetáculo infantil de 2013.
"